quarta-feira, 25 de abril de 2012

'Mostra Coletiva de Street Art: da Rua' promove babe papo sobre arte de rua


Dezesseis pessoas estiveram presentes na visita guiada, divididas em dois grupos, contando com a presença dos artistas CB, AK47, ALECRIN. Entre os visitantes, crianças e idosos, moradores de Petrópolis e alguns grafiteiros de Xerém.

Foram abordadas ao longo da visita informações sobre os artistas e a riqueza do graffiti brasileiro, curiosidades sobre técnicas e forma de trabalhar de cada artista, a origem de alguns nomes adotados por eles e o destino das obras / painéis.

No final da visita foi sinalizado a exibição do longa metragem brasileiro "Luz, Câmera, Pichação", seguido de "mesa redonda" e / ou debate, em data ainda à combinar; e lançamento do vídeo de making of da "Mostra da Rua" no encerramento da exposição no dia 15 de Junho. Após a visita um bate-papo descontraído sobre a atividade em Petrópolis e em alguns morros do Rio.











Assista ao Curta 'Como Dantes', exibido no Sessão Curta Pipoca


O Centro Cultural FASE - FMP programou para o mês de abril, o Sessão Curta Pipoca "Especial Ditadura Militar: 48 anos do Golpe Militar de 1964"

Nessa semana, exibimos o curta metragem 'Como Dantes', que aborda a busca do personagem por seu passado de envolvimento em políticas revolucionárias no conturbado período da história do Brasil no final dos anos 60. A casa em que viveu, hoje abandonada, traz à lembrança seu conflito com o pai, coronel ligado ao esquema de repressão da ditadura militar. Após sair de casa, o personagem se depara com a realidade social de hoje que ainda exige solução.


'Como Dantes' tem Direção de Marise Farias e trás Alice Reis, Fábio Junqueira, Marcelo Gonçalves e Nildo Parente no elenco.

O curta faz parte do acervo do Porta Curtas Petrobrás e o Centro Cultural FASE - FMP é um espaço exibidor.

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Assista agora ao curta 'Clandestinidade' no blog do Centro Cultural FASE - FMP

Assista agora ao curta 'Clandestinidade' exibido essa semana no Sessão Curta Pipoca "Especial Ditadura Militar: 48 anos do golpe de 1964".


Acesse o post Clandestinidade, será o curta da semana. para mais detalhes sobre o curta.

O curta faz parte do acervo do Porta Curtas Petrobras e o Centro Cultural FASE - FMP é um espaço exibidor.

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Os Plantonistas da Alegria: Laços...

Os Plantonistas da Alegria: Laços...: Esta quarta feira (11) o OPA foi chamado pelo Instituto Teológico Franciscano  para fazer parte da Noite Cultural que tinha como tema : Fra...

Clandestinidade, será o curta da semana.


Sinopse: Rio de Janeiro, 1977. Para não ter que dar explicações à esposa e poder encontrar sua amante em paz, Roberto diz que entrou para o Partido Comunista, que na época agia na ilegalidade. Para sua surpresa, sua mulher também decide se filiar ao Partido.

Clandestinidade será o curta metragem que o Centro Cultural FASE - FMP exibe na Sessão Curta Pipoca "Especial Ditadura Militar: 48 anos do golpe de 1964" dessa semana.

O curta tem Direção de Rodrigo Guéron e é estrelado por: Augusto Madeira, Bruce Gomlevsky, Claudia Lira e Isabel Guéron. Faz parte do acervo do Porta Curtas Petrobras e tem duração de 20 minutos

Nós levamos a pipoca!!!

segunda-feira, 9 de abril de 2012

Reportagem sobre a 'Mostra Coletiva de Street Art: da Rua' na TV Adonai


No dia 04 de abril a TV Adonai Petrópolis, canal 15, exibiu reportagem sobre a 'Mostra Coletiva de Street Art: da Rua'. Assista ao vídeo.

'Várias Vidas de Joana' no Sessão Curta Pipoca


O Centro Cultural FASE - FMP exibe nessa 3ª feira, dia 10 de abril, o curta 'Várias Vidas de Joana'. O curta faz parte da Sessão Curta Pipoca "Especial Ditadura Militar - 48 anos do golpe de 1964".

O curta-metragem é uma ficção de Abelardo de Carvalho e Cavi Borges, produzido no Rio de Janeiro, em 2009, com duração de 10 minutos.

Sinopse: menina cresce no interior alheia aos principais acontecimentos do país. Aos dezoito anos desembarca no Rio de Janeiro sem imaginar o que a esperava pela frente. A data? Primeiro de abril de 1964. A partir de então, Joana e o Brasil nunca mais foram os mesmos. 

As sessões acontecem no auditório do Centro Cultural FASE - FMP, às 10h, 12h, 13h, 18h e 20h.

O curta faz parte do acervo do Porta Curtas Petrobras e o Centro Cultural FASE - FMP é um espaço exibidor.

A Pipoca é por nossa conta.

Próximas exibições do Sessão Curta Pipoca "Especial Ditadura Militar - 48 anos do golpe de 1964":

Dia 17 de abril - "Clandestinidade"
Dia 24 de abril - "Como Dantes"
Dia 08 de maio - "Cartas da Mãe"

Excursão Semana de Arte Moderna - 90 anos


Há 90 anos realizou-se no Brasil um dos movimentos mais significativos de afirmação da identidade brasileira. A Semana de Arte Moderna, também conhecida como Semana de 22, foi um movimento de ruptura no campo das Artes que influenciou não só artistas mas toda a sociedade brasileira.

Algumas exposições importantes foram organizadas para marcar esse momento e o Centro Cultural FASE - FMP não poderia deixar passar essa oportunidade.

Estamos organizando para o dia 21 de abril (sábado e feriado) uma excursão ao Rio de Janeiro, com um rico e vasto programa, entre o Centro Cultural Banco do Brasil e a Caixa Cultural, confira:

'Modernismos: 90 anos de 1922'
'Gesto Amplificado'
'Tarsila do Amaral – Percurso Afetivo'
'Anticorpos - Fernando & Humberto Campana (1989-2009)'

Dia 21 de abril
Saída do Centro Cultural FASE - FMP: 14 horas
(o retorno para Petrópolis será definido pelo grupo)

Valor: R$ 30,00 (transporte) - A entrada nas exposições é gratuita.

Vagas limitadas
Inscrições no Centro Cultural FASE - FMP até o dia 16 de abril,
com o pagamento do transporte.

O Centro Cultural Banco do Brasil e a região ao redor, oferece ainda uma série de outras possibilidades, como: peça de teatro, livraria, Casa França-Brasil e bares e restaurantes.

Outras informações sobre as exposições.

Exposições no Caixa Cultural:

'Modernismos: 90 anos de 1922'
Os 90 anos da Semana de Arte Moderna

"Em comemoração ao 90º aniversário da Semana de Arte Moderna de São Paulo, a Caixa Cultural Rio de Janeiro apresenta, de 6 de março a 29 de abril, a exposição “Modernismos – 90 anos de 1922”, que celebra o pensamento e a importância do movimento modernista no Brasil. Com curadoria de Daniela Name e Marcus de Lontra Costa, a mostra traz obras que abordam os diversos aspectos do pensamento e da estética moderna.

Trabalhos de Anita Malfatti, Tarsila do Amaral, Di Cavalcanti, entre outros grandes nomes enfatizam a atuação dos artistas no início do século, no Rio de Janeiro, que produziram um conjunto de obras que permitiram, à geração seguinte, romper com a academia e realizar um trabalho novo e revolucionário para a época. Além de textos a exposição apresenta telas, fotos e músicas que contam as transformações da cidade do Rio de Janeiro.

O núcleo paulista abordará a Semana de Arte Moderna e terá uma sala especial dedicada a Mário de Andrade, na qual serão expostas as famosas fotografias feitas pelo escritor, quando de sua viagem ao Norte do país, e o filme “Macunaíma”, de Joaquim Pedro de Andrade. Segundo a curadora, a mostra aborda os diversos aspectos de nosso pensamento moderno. “Com esta idéia de variedade e heterogeneidade, convidamos os visitantes para um passeio por vários tempos e espaços, desde a virada do século XIX para o século XX, há um desejo de modernidade, em várias partes do Brasil, que se manifesta na Semana de Arte Moderna de São Paulo”, explica Daniela."

'Gesto Amplificado'

Exposição que conta com trabalhos de dez artistas contemporâneos do Brasil, do México e da Argentina, como Bruno Miguel, Heberth Sobral, Paplo Rosales e  do talentoso coletivo Acidum, da cidade de Fortaleza.

Exposições no Centro Cultural Banco do Brasil:

'Tarsila do Amaral – Percurso Afetivo'

Primeira exposição individual nos últimos 40 anos no Rio de Janeiro de uma das mais importantes e emblemáticas artistas brasileiras. Tarsila do Amaral tem seu nome registrado na história da arte brasileira como uma vanguardista com presença marcante no Modernismo Brasileiro envolvendo-se de forma direta nos movimentos Pau-Brasil e Antropofágico.

'Anticorpos - Fernando & Humberto Campana (1989-2009)'

Cerca de 70 peças de mobiliário, 13 luminárias, oito joias e vestuários, 50 objetos domésticos, 20 objetos de arte, três maquetes de arquitetura e uma instalação inédita, além de 25 objetos colecionados pelos Campana, fazem parte da exposição "Anticorpos" no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB). A edição paulistana da exposição fica em cartaz de 5 de novembro de 2011 a 15 de janeiro de 2012. "Anticorpos" contempla a produção de Fernando e Humberto Campana de 1989 a 2009 e tem curadoria de Mathias Schwartz-Clauss do Vitra Design Museum, na Alemanha.

quarta-feira, 4 de abril de 2012

Assista ao curta 'Projeto 68'


O curta 'Projeto 68' foi exibido pelo Centro Cultural FASE - FMP na Sessão Curta Pipoca "Especial Ditadura Militar - 48 anos do golpe de 1964", no dia 03 de abril.



SinopseRio de Janeiro, 1968. O movimento estudantil comanda as maiores manifestações contra a ditadura, num crescente desde a morte do estudante Edson Luís até o clímax na Passeata dos Cem Mil. Com imagens realizadas por Glauber Rocha, Silvio Da-rin, Arnaldo Jabour e fotografias de Pedro de Moraes e Evandro Teixeira, Projeto 68 remonta em imagens e sons essa trajetória.

O curta faz parte do acervo do Porta Curtas Petrobras.

domingo, 1 de abril de 2012

'Mostra Coletiva de Street Art: da Rua' já está aberta ao público - Vejam as fotos.


Após uma vernissage que reuniu mais de 300 pessoas no Centro Cultural FASE - FMP no último dia 29 de março, a FASE - FMP abriu oficialmente a 'Mostra Coletiva de Street Art: da Rua'.

Um público variado, formado por Alunos da FASE - FMP, Professores, Dirigentes, Funcionários, Amigos, Artistas, Profissionais ligados à cultura e às artes no município, e claro, os próprios Artistas que expõem na Mostra, fizeram da vernissage um momento de alegria e confraternização.

A 'Mostra Coletiva de Street Art: da Rua' funciona de 2ª à 6ª feira, das 9h às 21h e sábado, das 9h às 18h. Domingos e feriados o Campus está fechado. É gratuita.